quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Le parfum

Estou de férias. Teoricamente, porque na prática ando aqui às voltas com a Cimeira de Copenhaga, dos minaretes e coisas que tais. Por isso às vezes preciso de coisas mais ligeiras para sossegar a alma, como perfumes.
Confesso que sou um pouco parva por perfumes. Nada de grave, confesso. Mas sou capaz de virar costas na rua só para reparar quem usa determinado aroma. Até aqui também nada de grave, pois são raras as vezes em que me cruzo com um rapaz com um bom perfume. Sim, os perfumes de homens são deveras os melhores.
Mas há outra coisa que me agrada neste mundo dos aromas. A publicidade e as vozes. Ultimamente tenho encontrado por aí boas surpresas no que toca à combinação visual e sonora. E antes de incorrer numa leitura semiótica e que me chamem de fútil, aqui ficam umas amostras de coisas que resultam muito bem, rematadas por vozes que eu considero...deliciosas.



2 comentários:

Clay Datsusara disse...

na verdade acho que este tipo de anúncios de moda, de perfumes, de griffes, etc, têm normalmente um bom gosto acima de qualquer banalidade. Eles sabem o que fazem, tanto a escolher as músicas, como as pessoas bonitas, como as vozes sexys. Pena o mundo não ser assim tão perfeito como eles nos querem fazer crer...

Sonhadora disse...

E ainda bem que não é. A perfeição é uma chatice!