quinta-feira, 12 de novembro de 2009

É pra amanhã...



Nasceu em Braga, deixou-nos demasiado cedo, mas a sua música e irreverência continuam a influenciar gerações. Pelo menos a minha. A mim. Os objectos pessoais de António Variações, que iam do Kitsch ao vintage, estão hoje em leilão no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
Desde os 10 aos mil euros de licitação, há mais de 300 peças. Eu como sou uma cidadã pobrezinha, só podia comprar uma boquilha de cigarro.
António variações morreu, no mesmo ano em que eu nasci, foi há 25 anos.

5 comentários:

Samuel Silva disse...

Nasceu em Amares. Braga tanto critica o centralismo e depois desliza nestas coisas.
Ok, ninguém sabe onde é Amares. Mas é um concelho autónomo.

Sonhadora disse...

Isso não interessa. Braga, Amares, Minho é quase tudo a mesma coisa.
Se bem que Amares é menos betão do que Braga. Vá!

.mademoiselle dani disse...

Eu sei onde é Amares: se amares Amares, Amares será verde!!! Amo este slogan :D

Sonhadora disse...

Estou sem palavras com este slogan/trocadilho. Amazing!

Samuel Silva disse...

Sim, é uma grande figura nacional, independentemente de onde tiver nascido.